Felipe Neto distribui livros LGBT na Bienal contra a censura

Um dos maiores influenciadores digitais do país entre o público jovem,  youtuber Felipe Neto anunciou, na última sexta 06 de setembro, que comprou 14 mil livros de temática LGBT para distribuí-los de graça na Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Em vídeo, ele ainda criticou o prefeito da cidade, Marcelo Crivella (PRB). “Hoje, foi um dia triste para a democracia brasileira, o dia em que o prefeito do Rio de Janeiro decidiu por um devaneio dele, por uma loucura, que um beijo entre dois homens deve ser enquadrado como pornografia, conteúdo sexual, e por isso que qualquer obra que mostra afeto entre gays deve ser embalada com plástico preto e avisada como conteúdo improprio”, disse.

Felipe Neto atraiu uma verdadeira multidão de adolescentes na Bienal do Livro, neste sábado (7). Com a promessa de distribuir 14 mil livros, com a temática LGBTQ+, gratuitamente, o youtuber formou uma enorme fila na praça central da Bienal do Livro do Rio. A fila de espera, com centenas de pessoas, começou a se formar cerca de duas horas antes da marcada, ao meio dia.

O youtuber Felipe Neto falou sobre o resultado da ação em que distribuiu gratuitamente cerca de 14 mil livros com temática LGBT durante a Bienal do Livro no Rio de Janeiro no último sábado, 7.

“O dia em que mandamos um recado claro para a censura e os opressores: vocês nunca irão calar o amor! O bem sempre vence e sempre vencerá. Foram 14 mil livros de temática LGBTQ+ distribuídos gratuitamente”, escreveu Felipe em seu perfil no Instagram.

Na sequência, prosseguiu: “Foi lindo, foi amor, foi luta por um mundo melhor! No final, chegaram os carros dos agentes da censura de Crivella e 20 homens armados prontos para recolher todos os livros. Só tinha um problema: todos já tinham sido entregues de graça”.

“Hoje, o amor venceu! Hoje, o Brasil venceu! Feliz 7 de setembro. Comemore hoje, a luta continua amanhã”, encerrou o youtuber.

Os 14 mil livros, comprados na própria Bienal, foram envolvidos em plástico preto acompanhados de um adesivo: “Este livro é impróprio para pessoas atrasadas, retrógradas e preconceituosas”.

Livros como Confissões de Um Garoto Tímido, Nerd e (Ligeiramente) Apaixonado, de Thalita Rebouças, Arrase!, de RuPaul, e O Mau Exemplo de Cameron Post, de Emily M. Danforth estiveram entre os exemplares entregues ao público na praça central da Bienal.

 

Deixe um comentário