NOTA DE SOLIDARIEDADE PÓSTUMA MURILO GONÇALVES

A Rede Nacional de Pessoas Trans do Brasil– REDETRANS teve sua fundação e registro no ano de 2009 na cidade do Rio de Janeiro, instituição nacional que representa as Travestis e Transexuais do Brasil.

Nas últimas três décadas houve um crescimento ininterrupto dos casos de suicídio no Brasil. Os números são especialmente preocupantes entre jovens, onde houve um aumento de 30% nos casos de suicídio, taxa maior do que a média das outras faixas etárias. E é nessa faixa etária que acontece a transição das pessoas trans, onde a falta de aceitação dela por familiares e sociedade abala muito o psicológico e assim a Rede Trans recebe o maior número de procura de ajuda nos nossos canais de comunicação. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil está em oitavo dentre os países com maior número de suicídios, é signatário do “Plano de Ação sobre Saúde Mental 2013-2020” da Organização Mundial da Saúde que busca a redução da taxa de suicídio em 10% até 2020; no entanto o número de suicídios no país só tem aumentado e é uma das maiores necessidades de atenção dentro de uma política psicossocial que esteja preocupada com a vida das Pessoas Trans no Brasil.

No último sábado, dia 04 de janeiro, nos despedimos com muito pesar e dor do Murilo Gonçalves, um amigo querido e militante da Rede Trans Brasil, vimos por meio deste expressar nossa tristeza e cordialidade. Você nos honrou e representou muito bem enquanto esteve entre nós.

Seu nome jamais será esquecido, seu brilho jamais se apagará de nossas vidas, e no mês da visibilidade trans, nos deparamos com mais um suicídio de um de nós. Que sua estrela brilhe intensamente, e que onde quer que esteja lembre que existiram pessoas que te amaram muito!

Só você realmente sabe de todos os motivos que te fizeram partir… De todos que tiveram conhecimento de sua pessoa ou de seu trabalho o nosso muito obrigado e siga em paz!

 

Cauã Cintra Ferreira Araújo

Coordenador do Núcleo de Homens Trans – Rede Trans Brasil

 

LINK PARA BAIXAR A NOTA NA ÍNTEGRA:

Nota de Solidariedade Póstua Murilo Gonçalves

Deixe um comentário