VI Semana da Visibilidade Trans – Hanna Susart

A Rede Nacional de Pessoas Trans do Brasil– REDETRANS teve sua fundação e registro no ano de 2009 na cidade do Rio de Janeiro, instituição nacional que representa pessoas Travestis e Transexuais do Brasil.

Apresentamos a VI semana da visibilidade Trans ´´Hanna Susart “ que será realizada de 29 à 31 de Janeiro de 2020 na cidade do Brasília, é uma iniciativa realizada desde 2014 e faz uma homenagem a idealizadora desta data, a militante carioca Hanna Susart que propôs demarcar o dia em que pela primeira oficialmente militantes travestis e transexuais foram convidadas e também discursaram no Congresso Nacional através do lançamento da campanha travestis e respeito, idealizada pelo Ministério da Saúde e protagonizada por militantes desta população em 2004.

O dossiê oficial da Rede Trans Brasil, que pelo quarto ano consecutivo tem se dedicado à divulgação do número de assassinatos e agora também de suicídios de pessoas trans, e o foco da nossa atividade foi construído após análise criteriosa de todos os dados de assassinatos e suicídios, além disso, o dossiê também apresenta as conclusões e as propostas que foram construídas coletivamente ao final de cada Workshop Regional realizado pela Rede Trans Brasil, nas diferentes Regiões do País, todos voltados à promoção dos Direitos Humanos da população Trans, com foco na cidadania e na inclusão social. Por fim, o dossiê também é composto de artigos produzidos por membros e parceiros da nossa organização, sobre os principais tópicos que marcaram os encontros regionais da Rede.

A metodologia adotada para a catalogação da violência foi composta de duas etapas. A primeira consistiu na busca ativa virtual de informações em sites de notícias e em redes sociais que indicassem a ocorrência de assassinato ou suicídio de pessoa trans. Num segundo momento, buscou-se a confirmação de cada um dos casos junto às organizações filiadas e membros desta rede.

Como resultado, observamos, no ano de 2019, uma diminuição no número total de casos, se comparado aos resultados gerais apurados em 2018. Mas a Rede Trans Brasil entende que isso não reflete, de nenhuma forma, um Brasil mais seguro para nossa população. A maior prova disso é que o monitoramento de janeiro de 2020 já aponta o dobro de mortes se considerarmos o mesmo período do ano passado, ou seja, janeiro de 2019.

Os nossos encontros regionais refletem sempre a crueldade da exclusão e da violência, que ceifa a dignidade da nossa população, privando-nos dos direitos mais básicos. Por isso, acreditamos que visibilizar a silenciosa morte social que enfrentamos todos os dias é o nosso grande desafio enquanto organização que luta pela proteção e promoção dos Direitos Humanos das pessoas Trans.

A programação inicia no dia 29 de janeiro onde convocamos todxs as pessoas trans e cigêneras, militantes ou não, que acreditam em uma vida social possível para as pessoas trans, a se juntar a nossa militância em Brasília em um ato na praça da Esplanada dos Ministérios às 12:30 horas, no dia da Visibilidade Trans que será encerado com nossa live de lançamento do dossiê às 14:00 horas.

O dossiê de monitoramento dos assassinatos de 2019 será disponibilizado no site www.redetransbrasil.org.br, a partir das 14:00 horas do dia 29 de janeiro de 2020.

Já na quinta-feira (30), às 17:00hrs, na sede do Conselho Federal de Psicologia nosso parceiro na realização do bate papo online que tem o objetivo de discutir o tema pelo viés da prática profissional, uma oportunidade para que psicólogas e psicólogos apropriem-se do tema, sobretudo sob a ótica dos efeitos da violência e da transfobia sobre a saúde mental das pessoas trans, nele também trataremos dos 2 anos da Resolução CFP nº 01/2018, publicada em 29 de janeiro de 2018, que orienta a atuação profissional de psicólogas(os) para que travestilidades e transexualidades não sejam consideradas patologias, será foco desta discussão o aumento nos casos de suicídio da população trans.

Para finalizar nossa atividade às 10:00 horas da manhã da sexta-feira (31), o Dossiê será apresentado, presencialmente, para diversas autoridades nacionais e internacionais, nas versões português, inglês e espanhol, na sede da Delegação da União Europeia, Setor SHIS QI 7, Comércio Local s/n, Brasília – DF.

 

Tathiane Araújo

Presidente da Rede Trans Brasil

Coordenadora do Dossiê Institucional da Rede Trans Brasil 2019

www.redetransbrasil.org.br

 

Deixe um comentário