Encerramos maio com ações de solidariedade de norte a sul do Brasil

Maio se encerra com ações de solidariedade entre as filiadas da Rede Trans em todo Brasil, mapeamos ações em 23 cidades brasileiras através de distribuição de cestas básicas e insumos de higienização para pessoas trans.

No Pará, a Rede Paraense de Pessoas Trans (REPPAT) foi contemplada com cestas básicas para a população trans após articulação através do Conselho Estadual da Diversidade (CEDS/PA) junto à Gerência de Livre Orientação Sexual (GLOS), que  decidiram reverter os recursos que seriam destinados aos eventos LGBTI em 2020, na compra de alimentos, higiene pessoal e máscaras, que serão doados a algumas instituições LGBTI que solicitaram apoio, destacamos além da articulação com o estado, a parceria com o UNICEF/PA, que fará a doação de cestas básicas para distribuição para a população trans, “Esta ação foi pensada pela Rede Paraense visto as vulnerabilidades das pessoas trans terem sido potencializadas, antes do coronavírus já encontrávamos desassistência social porém as pessoas podiam correr atrás da sua sobrevivência” relatou Rafael do Carmo coordenador da Rede Paraense de Pessoas Trans.

Em Sergipe a Astra além da arrecadação junto a órgãos públicos e empresas ampliou suas intervenções noturnas na pandemia para duas visitas semanais a pontos de trabalho sexuais de pessoas trans com distribuição de álcool em gel e máscaras comprados através de doções financeiras arrecadadas com vakinha virtual e também através da parceria com o Macaw, boate alternativa que durante a pandemia está trabalhando com refeições por delivery, propicia uma refeição para ser entregue junto com os kits de higiene e insumos de prevenção, através da vakinha também compramos cestas básicas para distribuição, “Estão sendo desenvolvida lives para incentivar as doções e promover distração em tempos tão difíceis” citou Maria Eduarda, que além de diretora da Astra apresenta as lives, e neste domingo, 31 de maio às 17hrs será a terceira edição.

No Paraná o Grupo Esperança iniciou sua campanha de distribuição através de ajuda da Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social (SUDIS) e juntamente com a Defesa Civil do Estado realizou a entrega de 120 cestas básicas. Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social – SUDIS é um órgão da Governadoria do Estado, de direção superior com nível de assessoramento e apoio direto estratégico e especializado ao Governador do Estado.

O Grupo Esperança também ampliou  seu plantão de doações de cestas básica com ao apoio da FAS – Fundação de Ação Social do Município de Curitiba-PR com 25 cestas, o programa Paraná Solidário com 10 cestas e material de higiene pessoal de limpeza e álcool gel, ABBA – Comunhão Cristã – Curitiba-PR com 15 cestas e a Casa Civil com 120 cestas, álcool e produtos de limpeza, “A demanda de pedidos de ajuda aumentou muito em abril e foi necessário buscar ajuda em todas possibilidades possíveis” relatou Liza Minely, coordenadora da ação e presidente do Grupo Esperança, uma das mais antigas instituições voltadas a travestis e transexuais no Paraná.

Deixe um comentário