NOTA PÚBLICA DE REPÚDIO A APRESENTAÇÃO DO PL 2578/2020 NO LEGISLATIVO FEDERAL BRASILEIRO

A Rede Nacional de Pessoas Trans do Brasil– REDETRANS teve sua fundação no ano de 2009, instituição nacional que representa e luta pelos direitos humanos de pessoas Travestis e Transexuais do Brasil.

A expressão “ideologia de gênero” foi criada com a ideia errônea e absurda de que ativistas de direitos humanos, educadores e educadoras intencionam propositalmente “sexualizar” as crianças e adolescentes, levando-as a transformar seu gênero de forma impositiva. Usada como tática de poder, a ideia de colocar a comunidade LGBT como criminosa serve somente para tentar desmoralizar nossa luta.

Com base no exposto, por meio desta Nota, provocamos a sociedade a construir um senso crítico em relação a atitudes extremistas e “eleitoreiras” de alguns legisladores, que insistem em atuar dentro de uma “bolha”, esta sim, ideológica e extremista, visando somente ser visibilizado por uma parcela conservadora ou sem informação sobre identidade de gênero, termo correto que contempla necessidade de construção social de uma parcela da população.

Nossa manifestação tem o nítido objetivo de repudiar a PL 2578/2020, apresentada através do Deputado Filipe Barros, do PSL/PR, o inconstitucional projeto de lei que explicita conceitos incoerentes e contemporâneos sobre sexo biológico e identidade de gênero, abordando ainda outros aspectos relevantes à sexualidade humana.

Consideramos o referido projeto como uma medida discriminatória, desagregadora, separatista, se consolidando como um absurdo para um legislativo que tão pouco trata de projetos que promovam cidadania e inclusão de pessoas trans na sociedade, colaborando para a morte tanto social quanto física de milhares de pessoas trans a cada ano. É preciso deixar nítido que a população LGBT luta todos os dias por dignidade e respeito para ser parte da sociedade, com os mesmos deveres e direitos, previstos na Constituição Cidadã de 1988.

Ressaltamos a importância de um legislativo livre pautado na realidade dos dias atuais, que propiciem a cultura de paz e a efetivação de proposições legislativas inclusivas e não segregatórias, independente de classe, cor, raça, etnia, crença, sexualidade e gênero, constituindo cidadãos e cidadãs, embasados/as e preparados/as para viver numa sociedade mais justa e, acima de tudo, diversa, plural e igualitária.

Rede Nacional de Pessoas Trans no Brasil

 

ABAIXO O LINK COM A NOTA NA ÍNTEGRA:

Nota Pública de Repúdio a apresentação do PL 2578-2020 no Legislativo Federal Brasileiro

Deixe um comentário