Há mais de duas décadas o movimento organizado de Travestis e Transexuais vem denunciando o genocídio de pessoas Trans no Brasil

Há mais de duas décadas o movimento organizado de Travestis e Transexuais vem denunciando o genocídio de pessoas Trans no Brasil. As ações iniciaram em 2004, após um ato no congresso nacional, juntamente com uma campanha governamental. Tais fatos originaram o 29 de janeiro como Dia da Visibilidade Trans e, pela primeira vez, cobramos oficialmente por nossas vidas, inspirando Hanna Suzart, militante trans carioca já falecida, e que nos motiva até hoje.

 

Em 2021, ainda em pandemia, estamos com uma programação de atividades virtuais em alusão ao dia da Visibilidade Trans, com muito conteúdo e informações para vocês ficarem ligadinhxs em nossas redes.

 

Se ligue na nossa programação completa nos cards

 

VII SEMANA HANNA SUZART DA VISIBILIDADE TRANS – 2021

 

28 janeiro 2021

 

Trans Lives Especiais – Visibilidade no que precisamos para nossa existência

 

Canal: @redetransbrasil no Instagram.

 

13h: A política ambulatorial e o Processo transexualizador – como anda o nosso acesso?

Mediação: Isabella Santorinne

 

15h: Adoecimento mental e as mortes físicas e sociais de nossa população trans

Mediação: Rafael do Carmo

 

17h: Direito ao nome, conquista com entraves que ainda dificulta o amplo acesso

Mediação: Cristiany Beatriz

 

19h: O impacto da pandemia na vida já excluída de pessoas travestis e transexuais

Mediação: Tathiane Araújo

 

29 de janeiro 2021

14h Live da Visibilidade Trans 2021

 

Lançamento do Dossiê 2020

Debate sobre o contexto, dados e artigos da publicação

Conjuntura atual brasileira e a vida social de pessoas trans

Canal: www.redetransbrasil.org.br

 

21h e 30min: Visibilidade Trans

Canal: facebook.com/redetransbrasil

 

Te aguardamos nós nossos canais!! 🏳‍⚧

Deixe um comentário