Oportunizar: fique por dentro das ações no Rio Grande do Sul e em Pernambuco em setembro

Rio Grande do Sul
As gestões municipal e estadual foram convidadas pela multiplicadora Ana Paula Sander à sede do Grupo Igualdade – RS para conhecer o Oportunizar. Além de Marcelly Malta, presidente do Igualdade, estavam presentes Dani Morehtson, coordenador estadual da Diversidade Sexual e Gênero, Camila Rodrigues, coordenadora municipal da Diversidade Sexual e Gênero e Márcia Moreira, diretora de Direitos Humanos do município de Porto Alegre. Ficou acordado com o coordenador estadual levar a pauta do Oportunizar para o SINE/RS (Sistema Nacional de Emprego) e Secretaria Estadual de Trabalho e agendar uma reunião com objetivo de também divulgar o projeto para o interior do estado. A coordenadora municipal reforçou a necessidade de uma reunião com os secretários das pastas competentes e a importância de unir as gestões municipal e estadual para fortalecer essa ação de empregabilidade. Já a diretora de Direitos Humanos em Porto Alegre ressaltou a importância da educação básica nessa ação e sugeriu articulação com os gestores facilitar o acesso da população trans às escolas públicas, através de sensibilização e capacitação dos profissionais da educação.

O Oportunizar também bateu à porta do gabinete do vereador Leonel Radde para dialogar sobre a pauta do projeto e suas demandas. Além do vereador, a presidente do Grupo Igualdade, Marcelly Malta e a vereadora Daiane Santos participaram da reunião na qual falou-se da importância de políticas públicas para a educação básica na concretização da empregabilidade para pessoas trans. Foi mencionada a exclusão dessa população do mercado de trabalho muito por causa da falta de formação, resultado da evasão escolar, já que pessoas trans não tem suas identidades de gênero respeitadas no ambiente da escola. Os vereadores se comprometeram então em articular um projeto de bolsa-auxílio para pessoas trans como incentivo à conclusão do ensino básico.

Pernambuco
A Coordenadoria Estadual da Política LGBT recebeu a multiplicadora Samantha Cabral e a ONG Natrape (Nova Associação de Travestis e Transexuais de Pernambuco), representada pela tesoureira Natasha Vicente, para pensar estratégias de inclusão de pessoas trans e travestis, na esfera estadual, através de formação e empregabilidade. A coordenadora Poliny Aguiar propôs a formação de uma caravana para visitar as secretarias essenciais nesse processo, além da criação de um selo de parceria com o Oportunizar. Samantha se comprometeu em enviar os ofícios às secretarias, principalmente a de trabalho, qualificação e ensino, enquanto a coordenadora auxiliará na devolutiva dessas secretarias. Na próxima reunião com a Coordenadoria, que acontece em novembro, será discutida a apresentação do projeto ao Fórum LGBT Estadual.

O Oportunizar também foi à Secretaria Municipal da Mulher para dialogar sobre a inclusão de mulheres trans e travestis na política municipal. Participaram Glauce Medeiros, secretária municipal da Mulher, Laleska Santos, coordenadora do Núcleo de Mulheres LBT (Lésbicas, Bissexuais e Transexuais) da Prefeitura de Recife, além de Natasha Vicente, representando a Natrape. Glauce falou sobre um grupo de mulheres e ações que no campo da produção manual e artesanato e seus desdobramentos em meio a pandemia e também sobre a ampliação na inclusão de mulheres trans no grupo e na produção de artesanato e trabalhos manuais. Laleska citou o encaminhamento de 3 meninas trans para seleção do programa Credpop (Crédito Popular do Recife), que concede empréstimos de até R$ 3 mil a empreendedores individuais, formais ou informais.

Deixe um comentário