Oportunizar: Sebrae realiza oficina de empreendedorismo dentro de programação da visibilidade trans em Belém

Integrando a programação do projeto Oportunizar em celebração do Dia Nacional da Visibilidade Trans, o Sebrae Pará realizou, nos dias 28 e 29 de janeiro, oficinas sobre empreendedorismo exclusivas para pessoas trans e travestis. As oficinas aconteceram no bairro Umarizal, em Belém, com as presenças do gerente do Sebrae na Região Metropolitana, Miguel Pantoja, e do analista e palestrante Rafael Vasconcelos. Devido às novas restrições em decorrência de novos casos de Covid-19, as turmas foram limitadas a 15 pessoas por dia.

O objetivo das oficinas foi promover o acesso aos pilares da ação empreendedora e estimular a realização de negócios geridos por pessoas trans e travestis. A ação, executada em parceria entre o Oportunizar, através da ONG Rede Paraense de Pessoas Trans, e o Sebrae Pará, contemplou 14 pessoas, incluindo pessoas trans que estão começando a estruturar as ideias para abrir seu próprio negócio e pessoas trans empreendedoras, que já tinham seu próprio negócio e buscam aprimoramento e qualificação.

Semana T

As oficinas fizeram parte da Semana T, uma mobilização de ativistas e artistas trans e travestis de Belém, junto às ONGs TransAmazonies, Rede Paraense de Pessoas Trans e GRETTA. De 27 de janeiro a 1º de fevereiro, diversos espaços da capital paraense foram ocupados por uma série de ações políticas e culturais em promoção ao Dia Nacional da Visibilidade Trans.

No dia 29, a representante do Oportunizar no Pará, Flores Astrais, participou do programa Conexão Úrsula Vidal para falar sobre as ações da Semana T e o lançamento do dossiê “A Espacialização da Transfobia no Brasil”, publicado pela Rede Trans Brasil. O programa, apresentado pela Secretária Estadual de Cultura do Pará, Úrsula Vidal, foi transmitido ao vivo pela Rádio Clube do Pará AM 690.

Assista ao vídeo especial sobre as oficinas do Sebrae:

(Música: “No Peito Muito Orgulho” – Flor de Mururé)

Deixe um comentário