Oportunizar busca apoio da gestão municipal para dialogar com o Sistema S em Recife

A coordenadora do projeto Oportunizar e presidente da Rede Trans Brasil, Tathiane Araujo, está em Recife para cumprir sua agenda de acompanhamento das ações de advocacy na cidade. Nesta terça, 10/05, ela esteve no Centro Municipal de Referência em Cidadania LGBT de Recife para articular ações em parceria com o Senac e a gestão municipal. Participaram da reunião Luciana Silva, coordenadora da Gerência de Livre Orientação Sexual (GLOS), Irene Freire, coordenadora do Centro Municipal de Referência em Cidadania LGBT, além de Samantha Vallentine, presidenta da Nova Associação de Pessoas Trans e Travestis de Pernambuco (Natrape) e representante do projeto em Pernambuco.

Tathiane falou sobre as parcerias e os produtos já conquistados em outros estados atendidos pelo Oportunizar e fez um breve balanço sobre produtos obtidos em Recife e os pontos onde é preciso obter resultados. A coordenadora do Oportunizar propôs um alinhamento entre o Poder Legislativo e a GLOS para que a Secretaria de Trabalho e Qualificação Profissional possa dar subsídio a projetos da esfera legislativa nos âmbitos de formação e empregabilidade para as pessoas trans e travestis.

Responsável por desenvolver advocacy e estabelecer parcerias para o Oportunizar em Recife, a multiplicadora Samantha Vallentine aproveitou para relatar a dificuldade que vem tendo para acessar o Sistema S e sugeriu que a GLOS auxiliasse nessa interlocução. Ela citou exemplos de ações de formação e qualificação para pessoas trans desenvolvidas em parceria com o Sistema S em outros estados, como Amapá e Ceará.

Segundo Luciana Silva e Irene Freire, já existem iniciativas em prol da população LGBT envolvendo o Senac junto à Secretaria-Executiva de Políticas sobre Drogas, assim como cursos oferecidos pelo Senac e Senai junto à Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas Sobre Drogas e Direitos Humanos voltados para usuários do Centro Municipal de Referência em Cidadania LGBT.

Nessa perspectiva, a equipe do Oportunizar formalizou compromisso de elaborar uma carta de recomendação em conjunto com a GLOS e o movimento social, representado pela Natrape, com intuito estabelecer parceria com o Sistema S local. A carta será enviada à secretária de Desenvolvimento, Social, Juventude, Políticas Sobre Drogas e Direitos Humanos, Ana Rita Suassuna.

Deixe um comentário